terça-feira, julho 13, 2010

Sabem aquele tipo de pessoa que, sem papas na língua, que diz o que pensa sem querer saber se vai ou não magoar alguém?
Então e aquelas que, pelo contrário, tentam sempre dizer as coisas com paninhos quentes, tentando não ferir nem magoar? - Pois bem, eu sou uma dessas. Burra!
E burra porque esforço-me para que aqueles que estão à minha volta, e que procuram uma opinião ou um conselho, encontrem apoio, uma perspectiva positiva, uma palavra amiga, não quem as ponha ainda mais em baixo.
Gosto de fazer os outros se sentirem bem, se conseguir   melhorar o astral de alguém com algumas palavras, sinto-me bem, funciona como uma espécie de bálsamo.
Mas e quando depois de muita conversa, muita massagem ao ego de alguém que está mal, esse alguém resolve lançar uma farpa letal ao nosso ponto mais fraco?
Não sei se conscientemente ou não, há muita gente a fazê-lo ... passa-me logo toda a bondade.

.

1 Comentário

Olhos Dourados disse...

Uma pessoa vai aprendendo com essas coisas.

 

Pesquisar neste blogue

Na Primeira Pessoa